Frutos da Amazônia

A Amazônia, muito conhecida como o “pulmão do mundo” por absorver grande parte do dióxido de carbono e produzir oxigênio, é detentora de grandes e importantes riquezas naturais. É de lá que vem a matéria-prima da “Frutos da Amazônia”, empresa que leva os sabores da região para outros estados do Brasil e também para o exterior.

Seus produtos – bombons, biscoitos, bolos e geleias feitos com ingredientes como cupuaçu, açaí, castanha-do-Pará, taperebá – já chegaram a países como Estados Unidos, Alemanha, França e Emirados Árabes. Atualmente A empresa vê na exportação – que representa cerca de 15% do faturamento – uma ótima oportunidade de fortalecer a marca e aumentar sua participação no mercado.

Para sustentar a regularidade das exportações, a empresa viu no Design Export a oportunidade de adaptar suas embalagens com o foco nos Estados Unidos. “Nossa intenção era deixar as embalagens mais organizadas a partir das estampas que têm as ilustrações de Joana Lira, artista gráfica pernambucana.”, conta Ana Paula Paura, da área de exportação da empresa. “Adaptar a embalagem para bilíngue favorece o mercado internacional e valoriza o nosso produto no mercado interno também”, comenta.

O desafio da Chelles& Hayashi, escritório de design que assina o projeto, era preservar a força da expressão visual das estampas e hierarquizar as informações. “Reconstruímos a estampas e incorporamos novos elementos que geram uma leitura mais organizada das informações. As informações do produto foram destacadas e a floresta vem como entorno delas. O maior desafio foi equilibrar a atratividade visual e a apresentação das informações”, diz a designer Romy Hayashi.

As novas embalagens estão em português e inglês e o lançamento da nova linha aconteceu durante a 11ª edição da YUMME Middle East, feira internacional que reúne empresas do setor de doces e snacks do mundo, em setembro, em Dubai, nos Emirados Árabes. “Com as novas embalagens ficamos mais competitivos. Alteramos até o formato para otimizar o espaço nas caixas de embarque e destacamos o nome da Amazônia, algo atrativo para o mercado internacional. Nossas expectativas de retorno são grandes”, finaliza Ana Paula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *