WDO lança chamada pública para World Design Capital 2024

O Word Design Organization (WDO) anunciou no ultimo dia 02 de novembro a abertura do processo de candidatura para World Design Capital 2024. Dentre os especialistas pela avaliação do processo está a conselheira do Centro Brasil Design, Gisele Raulik Murphy.

Montreal (Canadá), 2 de novembro de 2020 – Em comemoração ao Dia Mundial das Cidades das Nações Unidas, reconhecido em 31 de outubro de cada ano, o World Design Organization (WDO) ® anunciou chamada pública para a candidatura de 2024 da World Design Capital® (WDC), que marca a 9ª designação bienal desde o início do programa. Cidades interessadas de todo o mundo são convidadas a se inscrever para demonstrar como estão usando o design para criar cidades inclusivas, resilientes e sustentáveis.

O programa WDC apoia a visão do WDO de projetar para um mundo melhor e seu compromisso de mostrar a inovação baseada no design que contribui para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS), ou seja, o ODS 11, que se concentra em cidades e comunidades sustentáveis.

“Não há dúvida de que a pandemia COVID-19 alterou fundamentalmente a maneira como habitamos nossas cidades”, disse o presidente do WDO, Srini Srinivasan. “Agora, mais do que nunca, à medida que novos desafios continuam a surgir como resultado desta crise global de saúde, há um benefício indiscutível para as cidades em buscar soluções para criar ambientes urbanos mais responsivos e acessíveis, criar oportunidades duradouras para o crescimento econômico e diversificar seus legados criativos.”

Além de promover laços mais estreitos com a comunidade local de design, o processo de licitação permitiu às cidades que têm o título de World Design Capital® alavancar com sucesso os ativos de design existentes e entender melhor o que é necessário para o futuro desenvolvimento urbano e econômico. Anteriormente, cidades designadas utilizaram a plataforma WDC para promover seu status como líderes em inovação orientada ao design, para atrair investimento e turismo, para apoiar as indústrias criativas e para aumentar a consciência pública sobre o papel do design na melhoria da vida cotidiana.

As propostas para a designação passam por um extenso processo de avaliação e são revisadas por um painel composto por sete especialistas internacionais das áreas de educação em design, arquitetura, políticas públicas, mídia e planejamento urbano. Esses especialistas têm a tarefa de avaliar as propostas, selecionar as cidades e, por fim, decidir qual candidato receberá o título bienal.

“É uma grande honra participar deste Comitê representando o Brasil e a América do Sul. Uma tarefa que eu tomo com enorme responsabilidade, com o respeito que as Cidades que vão concorrer a este prêmio merecem. O que eu admiro nesta premiação é o fato de conseguir mobilizar cidades planejando e implementando iniciativas que impactam suas realidades, tendo o design como ferramenta central. Não é uma concorrência estética, mas sim de legado.” diz Gisele.

Conheça o Comitê de Seleção:

Para informações:

 

Mais de Leticia Castro

CBD promove prêmios internacionais de design para estudantes

Saúde e bem-estar foi o tema escolhido pela jovem curitibana Luisa Urfali,...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *