Centro Brasil Design se firma como referência na valorização do design brasileiro

Um estudo desenvolvido pelo Centro Brasil Design para avaliar o resultado do programa Paraná Inovador pelo Design mostrou que cada 1% de investimento dedicado ao design gera um aumento de 3% em vendas.

Entre consultorias, workshops, programas, projetos, eventos, debates, palestras e premiações, o Centro Brasil Design se mantém ativo no propósito de fortalecer a cultura do design.

Prestes a completar duas décadas de atuação,  o CBD adquiriu ao longo dos anos um olhar multidisciplinar. A reputação construída desde 1999 pela instituição é motivo pelo qual as profissionais do CBD estão presentes na maioria das premiações e concursos nacionais de design. Inova Senai, TOP XXI, Prêmio Bornancini, Prêmio BOM Design, FullDesign, Prêmio +Design, Prêmio Masisa, Bienal Brasileira de Design Gráfico, Prêmio IDEA, Desafio Passarela Senai, Prêmio Design Catarina, Prêmio Primus Inter Pares Assintecal / Braskem, Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira, Prêmio Objeto:Brasil, Prêmio Embanews, além de outras premiações regionais, exemplificam a ação do CBD na avaliação de projetos profissionais e estudantis de design. “Ao participar de júris de prêmios como esses percebemos nitidamente que o design brasileiro está ficando cada vez mais maduro e presente dentro de grandes e pequenas empresas. A indústria brasileira está passando a tratar o design como ferramenta de competitividade e enxergando o valor da inovação”, comenta Ana Brum, diretora técnica do CBD.

O CBD atua como parceiro estratégico em conjunto com a Abedesign (Associação Brasileira de Empresas de Design) na promoção do BDA – Brasil Design Award, premiação que reconhece o trabalho de escritórios de design no Brasil.

Internacionalmente o CBD também representa o país atuando como escritório representativo do iF DESIGN AWARD – considerado uma das mais relevantes premiações de design mundial. Desde 2009 a instituição assessora brasileiros a concorrerem mundialmente com seus projetos de design de produto, comunicação, arquitetura e interiores, embalagens e design de serviço. A cada ano o Brasil tem tido resultados mais satisfatórios, cerca de 30% dos inscritos são premiados internacionalmente, o que mostra a alta qualidade do design brasileiro. Todos os anos, o CBD viaja até a Alemanha para acompanhar o júri e a cerimônia de premiação.

Concomitantemente a equipe do CBD participa do júri da premiação de estudantes e jovens recém-formados do iF, o iF DESIGN TALENT AWARD, com projetos de diversos países. O Prêmio Clap – Premios Internacionales de Diseño Industrial y Diseño Gráfico – também conta com a expertise do CBD para compor o seu júri e avaliar projetos de branding e comunicação de estúdios, agências, escritórios e freelancers de toda a América Latina. O olhar do Centro Brasil Design também contribui para a escolha das melhores embalagens latino-americanas dos Premios Latampack.

Desde 2016, o Centro Brasil Design está envolvido com a comunidade do design da China e de Taiwan. A instituição participou das duas edições da  Conferência Mundial de Design Industrial (WIDC – World Industrial Design Conference) e,  foi reconhecida como “Top Design Service Platform”, referente ao ano de 2017, com o prêmio Top Innovation Award (TIA).
Na  10ª edição do Taiwan International Student Design Competition  (TISDC), em 2018, o CBD tornou-se parceiro dessa iniciativa e passou a incentivar estudantes brasileiros a inscreverem seus projetos e a concorrerem com jovens de todas as nacionalidades no maior concurso de design estudantil do mundo. O CBD participa do júri do concurso e da cerimônia de premiação que acontece em Taiwan.

Segundo Letícia Castro, diretora executiva do CBD, participar de ações como essas contribui para o fortalecimento da instituição enquanto agente de promoção do design. “Fazemos avaliações que nos permitem medir a qualidade do design brasileiro e internacional e, em algumas situações, trazer cases de sucesso para a nossa realidade que possam incentivar outros empresários a inovar”, reflete.

As empresas brasileiras têm sido cada vez mais reconhecidas nacional e internacionalmente e, para o CBD tem sido recompensador avaliar a eficiência e competência do setor criativo. “Somos testemunhas de muitos projetos que surpreendem consumidores, melhoram processos, reduzem custos, minimizam riscos e trazem resultado significativos para a competitividade das indústrias”, finaliza Letícia.

Nesse conteúdo
Mais de Jaqueline Tiepolo

Semana D 2018 acontece de 5 a 10 de novembro em Curitiba

A edição de 2018 da Semana D – Festival de Design acontecerá...
Leia a publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *